30 de junho de 2015

Aquela coisinha chamada ansiedade



Ser uma pessoa ansiosa nunca facilitou as coisas pra mim. Quando era pequena, lembro de ter perdido alguns passeios escolares por conta de estar passando mal bem no dia, de tão ansiosa que estava. Sou tão ansiosa que fiquei tão ansiosa para escrever esse texto e, quando cheguei em casa, tinha esquecido tudo que tinha em mente.

Na época de apresentações do ballet, tinha que ter uma lista com tudo que precisaria levar, para não esquecer. Aliás, até hoje sou assim com tudo. Vou viajar, faço uma lista um mês antes, no mínimo; vou para alguma feira (tipo Bienal ou Mega Artesanal), faço roteiro e planejo possíveis combinações de roupas e o que levar na bolsa; Sei que tem algo no correio esperando por mim, passo a manhã toda ansiosa até a hora de retirar.

Essa semana vivenciei uma experiência até um pouco assustadora por conta da ansiedade. Cheguei um dia em casa, depois de ter trabalhado o dia todo, e queria porque queria organizar meu quarto todo por conta de um item novo que tinha adquirido para minha escrivaninha. Como já era bem tarde, não fui capaz de realizar isso, mas no dia seguinte, ao chegar do trabalho (nota-se: era um sábado, 15h30), nem tirei o uniforme e fui mudar tudo de lugar, passar aspirador e organizar as minhas tralhas.

Quando teimo com algo, quando não estou feliz com as coisas, preciso mudá-las. Meu quarto é o maior sofredor disso. Tem horas que olho para ele e penso: droga, preciso mudar algo, não estou me sentindo confortável. Ai penso em comprar móveis novos, itens novos de decoração. Mas é só reorganizar toda a mobília para eu já sentir que meu quarto é novo e que não preciso comprar nada.


É difícil imaginar uma situação que não me deixe ansiosa. Meses atrás fui pesquisar sobre intercâmbios para fazer no futuro, e já passei uma semana dormindo mal e tendo pesadelo. Posso deitar cedo, junto com as galinhas igual alguns dizem, mas passo muito tempo sem conseguir fechar os olhos pensando em tudo, reavaliando tudo, organizando tudo na minha mente. Minha cabeça tem hora que não para, e eu penso demais. Penso tanto que estou escrevendo esse parágrafo aqui e já imaginando como o texto vai acabar. E ai, o que acontece? Acaba assim. 

24 de junho de 2015

Meu jardim secreto


São raras as vezes em que saio para andar no jardim. Metade por preguiça, metade por ...bom, acho que preguiça também. Só que hoje, enquanto criava o blog de uma amiga e via o blog de uma garota que adoro, fiquei com vontade de sair para fotografar. E lá fui eu de chinelo e meia andar no mato. Como o tempo fechou hoje, consegui fotos do jeito que gosto. Acho essa época fria e chuvosa perfeita para fotografar a natureza.











Fui munida da minha boa e velha câmera com sua lente 58mm porque ainda não criei vergonha na cara para comprar a minha 50mm. Isso deve-se ao fato de eu ter lentes de zoom que são incríveis e dão exatamente o efeito que eu quero em fotos detalhadas. Espero que tenham gostado!


22 de junho de 2015

Inspirações para usar Parka

O inverno finalmente chegou, minha segunda estação favorita do ano! Adoro as cores, as roupas, e tudo que dá vontade de fazer nesse friozinho, como tomar cappuccino, ficar deitada debaixo da coberta assistindo seriado nos domingos...

Todo inverno adquiro algo novo pro meu armário, seja um casaco, um cardigan ou um suéter. Não tenho muita roupa para essa estação, e estou querendo coisas novas.

Ontem consegui um item que estava querendo muito, uma parka! Estou caçando desde que apareceram roupas de frio nas lojas, e não encontrava nenhuma que fosse do meu gosto. Mas ai vi na C&A uma que era do jeito que eu queria, exceto por uma coisa: tinha aquele monte de pêlo no capuz, e com a minha asma, não rola. Ai deixei pra trás, determinada a continuar procurando. Só que ontem, quando voltei na loja para mostrar a parka pro meu namorado, descobrimos que os pêlos se desprendiam. Ai não dava, né. Parcelei em 3x e levei. 




Os detalhes dela são em tons de dourado, o que me deixou ainda mais apaixonada. E por dentro é todinha listrada! <3 amor demais 


Outro detalhe que eu gostei muito foi que a cordinha de apertar na cintura é pro lado de dentro, então não fica aparecendo nem quando está aberto.


Na lateral ela tem essas costuras que também adorei!


Quando compro algo diferente assim para usar, começo a pesquisar diferentes looks para me inspirar. E ai pensei em dividir essas inspirações com vocês!


Percebi que dá para usar a Parka em vários looks, mas estou bem ansiosa para usar com saia ou vestido, acho que vai ficar bem fofo! E vocês, o que acharam? Gostam desse tipo de peça? Como usariam?

14 de junho de 2015

Divagando sobre meus sapatos favoritos

 Sempre fui uma pessoa que não era muito fã de sapatos. Eu tinha bastante all star, e algumas sapatilhas. Meu negócio sempre foi bolsa. Só que daí as coisas mudaram ... é... e agora eu sou uma pessoa meio que apaixonada por sapatos. Acho que me toquei como isso pode fazer toda a diferença num look. 
Então decidi separar os meus favoritos porque ... ah, porque eles são tão lindos e eu espero que concordem comigo:


Bom, o que falar da marca Melissa que conheço há pouco tempo e já considero muito?! HAHAHAHA

Olha, não posso nem falar que já não sou viciada, porque acumulei tantos sapatos nos últimos tempos, que NÃO DÁ MAIS! Em um mês consegui comprar três.

Mas uma coisa que não fiz ainda foi comprar Melissas recém lançadas, porque os preços são salgados sim, e como sou bem mão de vaca, sempre corro atrás das promoções, e todas que adquiri foram com preços ótimos! (inclusive após escrever e publicar esse post, fui no Clube e adquiri mais uma da Sweetie, dessa vez a dourada que eu estava querendo muito. Metade do preço <3)

Essa de laço (é a Ultragirl Sweet III ou IV, não me lembro) foi minha primeira sapatilha da marca, e paguei em torno de 90 reais. Foi a mais cara que comprei até hoje, e a encontrei por 80 numa outra loja aqui da minha cidade semana passada. Até ia comprar uma de outra cor, mas não tinha meu número. UFA!






A de salto aí de cima foi a primeira de todas, a Marilyn. Comprei ano passado num site, numa promoção também (R$80), e sou apaixonada por ela. Não usava muito salto, mas comecei a gostar. Só preciso dar um jeito dela não apertar meus dedinhos todos. Por enquanto não deu para usá-la por muito tempo. Num dos dias de apresentação do meu tcc, onde a usei, fui embora descalça porque meus pés tinham machucado muito, e meus dedos são muito finos e cheio de calo, tudo me machuca /:

A vermelhinha aqui, Sweetie II quase veio no mesmo dia da de laço, ela custava 100 reais e eu ia trazer junto, mas acabei desistindo. Que bom, porque depois de alguns meses a encontrei por R$60 e trouxe na hora! E olha que no dia que comprei essa, ia comprar outra, mas não tinha meu número.

Essa outra, a Seduce de coração, comprei na própria loja do Clube Melissa que tem na minha cidade, e era a que eu queria no dia que comprei a Sweet vermelha e bege. Dei sorte depois também, achei-a 10 reais mais barato, R$55. Ela é a mais confortável de todas! Ainda aperta um dos meus dedos, mas ele já é bem zoado por causa de tanto usar sapato fechado e sapatilha de ponta, então acho que é por causa disso. Já sei que tenho que colocar band-aid antes de sair usando qualquer coisa.

A cinza flocada (uma Ultragirl que eu não lembro mesmo qual é) foi a única que comprei na loja virtual da Melissa, e foi R$70 reais sem o frete. Não a uso muito, pois morro de medo de zoar o flocado, mas adoro. Ela é a mais neutra, por isso não é a que mais amo hahahahaha não sei o que acontece de eu querer comprar as Melissas mais cheias de coisa, coloridas. Tá, não são as mais exageradas que existem, mas acho as sem enfeite meio sem graça /: Claro que ela é boa pois combina com tudo, mas as mais coloridas são muito mais ... bom, muito mais bonitas!





Essa cinza de salto não é Melissa, mas é tão confortável e bonita quanto. O material dela não é tão maleável, mas ela é muito gostosa no pé, e acho que por ser aberta na frente, não me machuca tanto quanto a Marilyn. Ah, é da Petite Jolie <3 comprei pra usar na formatura.





Outros sapatos que amo são os da Sidewalk. Eu nunca tinha olhado pros sapatos daquela loja, mas minha sogra e minha cunhada gostam bastante deles. Um dia entrei e... bom... fiquei apaixonada!
O marrom de plataforma ganhei da minha sogra, e ele é muito confortável e lindo! Combina com tudo e é tããão gracinha. Tenho vontade de usar sempre. O mesmo para o caramelo.

Ele comprei ano passado ou esse ano, não me lembro, e foi na promoção. Eu tinha ido experimentar um dia, e o preço dele, que era R$249, tinha baixado pra R$144. Ia pagar numa boa, sério. Mas ai não tinha meu número e eu pedi de outra loja. Quando voltei uns dias depois pra buscar, o preço tinha caído pra R$98 !! Muito amor <3

Esse acabo usando mais do que o marrom por ser mais baixinho e ainda mais confortável, e a cor dele é o que mais amo.

Bom, por enquanto esses são meus sapatos favoritos de todos os tempos. Os únicos que não entraram pra lista foram os tênis. Além de eu ter apenas dois que uso bastante, eles são tão clássicos que já andam sozinhos, praticamente! 


Ainda tirei fotos de alguns detalhes apaixonantes:








Espero que tenham gostado. Se forem fãs de sapatos desse jeito, assim como eu, contem pra mim!!! Alguém mais é Melisseira aí?!