12 de abril de 2015

Kit de Março - Studio Calico



O kit de março chegou dias após o de Fevereiro, e já estou usando-o! Quer ver mais ? Preparei um vídeo especial mostrando todos os detalhes dessa caixinha cheia de amores:



Alguns dos projetos que já criei com o kit do mês de fevereiro: 


 Pra você que ainda não conhece muito desse mundo de assinaturas, confira esse post, onde explico tudo direitinho! :D

Ah, só pra não esquecer! Já se inscreveu no canal do blog no youtube? Já viu a página do face? Então ta esperando o que?!

10 de abril de 2015

Minha relação de amor e ódio ao: Jornalismo

Sou leitora desde que me conheço por gente. Amo escrever desde que comecei a entender quão bem a leitura me fazia, e o tanto que eu pensava em coisas "extras" que gostaria de ler. Comecei a escrever para mim. De poemas, a fanfics. Escrevi de tudo, nunca terminei nenhuma história grande, mas ainda as escrevo. Decidi fazer jornalismo por causa disso. Comecei o Ensino Médio querendo fazer um curso técnico que tivesse alguma relação, e só achei Publicidade. No final, estava amando criar coisas, mas não pensei em seguir como profissão, era mais um hobby. Ainda é. Invisto na marca do meu blog e no que tenho interesse, mas sempre faço pesquisas sobre como melhorar isso. Sempre me senti bem em ser a que fazia os power points mais bonitos e arrumados da sala (fazia questão de fazê-los, pois sou muito perfeccionista e orgulhosa), e fiz o TCC do Curso Técnico sozinha pelo mesmo motivo. Do jeitinho que eu queria. Tirei 10 e me senti o máximo.

Então entrei na faculdade esperando escrever muito, fazer umas das coisas que eu era apaixonada. Lia 100 livros por ano desde o Ensino Médio, em média, e queria mostrar ao mundo quão bem eu sabia escrever e como eu gostava disso. No  seguno ano meu sonho de trabalhar em Jornal e escrever muito foi embora. Minha professora de redação disse para não esperarmos tudo isso, que não era fácil e nem um mar de rosas. Fiquei com raiva e ai minha vontade de estudar isso começou a minar. Não queria mais saber de trabalhar com essa profissão, e por pouco não desisti de tudo. Não valia a pena largar tudo naquela altura do campeonato, e continuei. Mas a vontade de levar aquilo pra frente tinha acabado.

E ai chegou o ano de fazer TCC. Eu estava animada, mas mais para a parte gráfica de tudo isso do que para a parte de matérias. Decidi fazer uma revista literária, era minha vontade desde que entrei na faculdade, e jamais mudaria esse projeto. Levei o namorado junto para dentro disso. Ele escreveria a maior parte das matérias enquanto eu trabalharia no design todo. Deu super certo, mas a nota me desanimou mais uma vez. Não foi o dez que eu tanto esperava. Voltei a ficar chateada. 

A formatura chegou, aquele calor do momento de finalmente estar se formando, e me senti emocionada. EU finalmente tinha me formado na faculdade, e eu era uma Jornalista! Quão incrível era isso!? A partir dai comecei a sentir vontade em trabalhar com isso, em me envolver nesse mundo. Pois lemos tanta coisa errada na mídia, e eu queria fazer parte disso para fazer a diferença. Mas não queria trabalhar em veículos de informação hard news (que é o Jornalismo diário). Meu sonho (após o segundo (d)ano da faculdade) era entrar numa revista que não trabalhasse com esse tipo de jornalismo e até, quem sabe, dar uns pitacos na parte de design. Fui atrás de duas coisas que gostava após isso: blogueiras jornalistas que levavam a profissão de um jeito mais legal do que o que eu tinha visto durante os 4 anos de faculdade. Encontrei a Karol Pinheiro. Na verdade, não foi bem assim. Foi bem por acaso. Descobri o canal do Youtube dela e como ela tinha conseguido chegar onde estava agora. Era tudo que eu queria. Mas com conseguir isso se nem tinha vontade de trabalhar com Jornalismo? Mas eu amava muito algo: trabalhar no blog, ler e escrever. Tudo bem, eu odiava escrever matérias e leads e releases e hard news, mas por que não adaptar isso à minha realidade e às minhas vontades?

Pode acreditar que eu não sei o que deu em mim nos últimos meses, mas me sinto finalmente a jornalista que escolhi ser (mesmo que tenha passado a maior parte dos quatro anos odiando isso) e decidi passar isso pro blog, que no momento é a melhor plataforma que possuo para praticar esse meu lado jornalístico, e eu espero que vocês gostem! Não, eu não vou parar de falar das coisas que falo aqui, jamais! Mas outros assuntos surgirão, ok?! E eu finalmente começarei a exercitar a minha profissão. E quem sabe as coisas que virão após isso ... vamos esperar.




6 de abril de 2015

Das coisas lindas que postamos no Instagram

Como eu não ando todo dia com minha câmera, tem hora que vejo coisas tão lindas que sinto vontade de fotografar. Obrigada celular, instagram, câmeras boas e etc por possibilitarem isso, pois agora sempre que to com o cel na mão consigo tirar fotos para guardar.



Sorvetes caros e lindos que encontramos nos passeios...



Tem coisa mais linda do que ganhar um dos chocolates mais gostosinhos que ainda tem uma embalagem super útil? Porque sim, eu sou dessas que guarda toda embalagem de Ferrero Rocher para organizar de tudo!


Apesar da tributação, apesar da raiva, apesar do dinheiro gasto a mais que eu não queria, devo admitir que a chegada do meu primeiro kit da Studio Calico fez sim meu dia um pouquinho mais feliz, depois que toda a raiva passou. Só que ela ainda não passou. Mas eu estou usufruindo do que paguei, sim.


Curso de encadernação gratuito lindo que fiz por aqui numa noite linda (cheia de pernilongos, mas linda).


Sou daquelas que utiliza as almofadas novas para tirar fotos mais fofas (é só olhar a do Ferrero ali em cima). Esse esmalte da Granado tem uma cor lilás linda que fez com que eu pintasse a unha no momento que cheguei em casa, e ele veio na minha Glamour desse mês.