29 de dezembro de 2015

Buenos Aires



Hoje começo uma série de posts sobre minha incrível viagem internacional, a primeira de todas! No total serão quatro posts, com muitas fotos e coisas para contar! Espero que gostem!

Dia 17 de Dezembro, 6:50 da manhã estávamos num avião rumo à nossa primeira viagem internacional: Buenos Aires. 

A ideia de viajar foi quase repentina, com apenas três meses de antecedência fechamos o pacote no site da Decolar, compramos passagens ida e volta e hospedagem em um Hostel com mais dois amigos. 


Fomos pela empresa Aerolíneas Argentinas e o vôo durou em torno de três horas. Às nove da manhã estávamos em Buenos Aires.


Como viajamos de manhã, nosso lanche foi bem simples: um pedaço de bolo e uma barrinha de cereal. 



Assim que chegamos tivemos que esperar para fazer o check-in, que era só duas horas da tarde. Mas uma coisa ótima que tivemos no Hostel foi uma sala especial para deixarmos nossas malas com toda segurança até a hora do check-in,e  sem custo adicional. Isso nos permitiu andar pela cidade logo que chegamos, livre de malas!

O Hostel em que ficamos se chama Hostel Suites Florida, e fica bem no meio da Calle Florida, uma famosa rua de compras semelhantes aos nossos calçadões de compra no centro da cidade. 


Nossa primeira aventura pela cidade foi no bairro de Palermo. O recepcionista do Hostel nos forneceu um mapa e explicou direitinho como chegar lá de metrô, 

Muitos falavam que andar de metrô por lá não era muito bom, visto que era velho e sujo. Mas sério, gente, eu achei bem semelhante ao metrô de SP. Definitivamente menor, mas semelhante.

As passagens custavam 5 pesos, então foi bem baratinho, visto que conseguimos um câmbio ótimo de R$3,50 na Florida. Mas olha, custamos para achar alguém que oferecesse por esse valor. Mas o que não faltam são pessoas gritando "Câmbio, câmbio, câmbio", então vale dar uma boa pesquisada. Ah, e claro, tomar muito cuidado com as notas falsas!


Por toda cidade encontramos essas barraquinhas de floricultura onde vendiam buquês prontos, era a coisa mais linda!


Palermo Gracinha



Passamos muito pelo Obelisco em nossas andanças (que foram muitas!), mas ao editar as fotos vi que só tinha tirado essa dai de cima. 






Essa foi só a primeira parte dos posts que aparecerão aqui no blog. Posso ter passado apenas quatro dias por essa cidade incrível, mas o tanto de fotos que tirei  e o tanto de lugares que visitei, renderam muita coisa pra contar!

Espero que tenham gostado e até o próximo post!


21 de novembro de 2015

Favoritinhos de Outubro



Resolvi colher umas florzinhas no jardim esses dias, fiz um pequeno buquê e tirei algumas fotos para o post de favoritos desse mês, que está bem aleatório.


De produtos esse mês só entrou o Lip Butter da Nivea que troquei no site da Glambox com os pontos que tinha acumulado pelas assinaturas. O cheirinho dele é delicioso e hidrata que é uma beleza! Tamanho perfeito para levar na bolsa também.

Outro favorito é esse RayBan que ganhei do namorado. Nunca me imaginei usando esse óculos, mas estou gostando muito dele! O fato dele ter dourado nas hastes ajuda um pouco também kkk



Semanas atrás esses cogumelos resolveram aparecer numas tábuas que estavam largadas na garagem. Consegui pegá-los lindos, e essas fotos foram tiradas um dia antes deles murcharem.



Os detalhes dele me deixaram apaixonadas. Fazia muito tempo que cogumelos não apareciam por aqui.




O último favorito do mês claro que é meu Mason Jar. Estou acumulando tantos canudos que já posso ser considerada viciada! E ainda chegaram umas tampinhas que comprei pra ele (depois se quiserem faço um post somente para isso), então estou a doida do Mason Jar aqui. 



18 de novembro de 2015

DIY: Travel Journal



Em uma semana estarei em minha primeira viagem para fora do país, e claro que eu precisava de um jeito único de documentar isso, e Project Life não seria suficiente. Decidi fazer um journal, à próprio punho mesmo, para ficar algo bem minha cara. 

Hoje mostro à vocês o passo a passo da confecção desse journal de viagem, em apenas 7 passos e materiais acessíveis! Vamos lá?!

Você precisará de:


Utilizei folhas de scrapbook por serem mais resistentes (aquelas dupla face são mais durinhas do que as normais), e optei por usar uma estampada para a capa e uma lisa dentro.


Você encontra facilmente esses papéis mais grossos que o sulfite em lojas especializadas. Como não queria papel branco e queria algo mais grosso para poder fazer colagens e usar carimbos, optei por esse que tem gramatura de 120 e é em tom Marfim. O pacote no tamanho A4 (tamanho do sulfite normal usado em impressora) foi R$14,60 com 50 folhas. Utilizei apenas cinco folhas nesse journal


As linhas podem ser qualquer cor, combinando ou não com a capa. Ela servirá pra fechar nosso journal


Os adesivos são puro charme caso queira deixar a capa personalizada para sua viagem. 


Sou viciada em bordas arredondadas, por isso ano passado adquiri esse furador da TEC (Toke & Crie) que custou só R$11. Com ele consigo arredondar fotos e meus cards de Project Life. Mas ele não serve para muitas folhas de uma só vez, ok? Arredonde uma de cada vez. 


Esse perfurador é próprio para encadernação. Se você não possui algo assim, uma agulha servirá.



1º passo: corte as folhas de scrap para ficarem no tamanho que será seu journal. Eu cortei as duas no tamanho A4, pois depois é só dobrar para fechar. Na foto eu ainda não tinha arredondado elas, mas fiz isso com tudo. 


2º passo: Como a folha A4 fechada já tinha um tamanho legal, preferi não fazer nenhum ajuste. É só dobrar a folha A4 para fazer um livrinho. Dica: dobre uma por uma, assim elas não dobram no lugar errado e depois é só você juntar todas no miolo. 

Como eu passarei apenas 4 dias em Buenos Aires, decidi não fazer um journal muito grande, e peguei apenas 5 folhas do pacote, totalizando em 10 páginas pro meu. Por as folhas serem mais grossas, ele não fica tão fino e não dá a aparência de murchinho.


3º passo: arredonde todas as bordas se quiser, tanto das páginas como da capa. Assim fica tudo uniforme e lindo!




4º passo: Depois de ter dobrado suas folhas, abra-as todas juntas e, no meio da dobra, meça 4 centímetro de uma ponta e de outra. Esses lugares serão perfurados depois. Você pode optar por deixar menos ou mais centímetros, mas acho 4cm o ideal para prender tudo certinho.


5º passo: Usando o perfurador, você fará dois pequenos furos nos dois pontos que marcou. Faça isso nas folhas e na capa, ok? Cuidado que elas precisam ficar alinhadas uma à outra.


6º passo: Escolha a linha de sua preferência e passe-a nos dois furos, criando um tipo de fecho para as folhas não caírem. O fechamento da linha pode ser tanto pro lado de fora quanto o de dentro, ok?


Escolhi o lado de fora pois assim eu poderia fazer uma arrematação mais bonita.


7º passo: Depois é só dar um laço com as duas pontas da linha e cortar o que sobrar. Atenção para segurar bem nessa hora, é importante que a linha prenda as folhas com a capa bem certinho, ou elas escorregarão.


Depois é só decorar com os adesivos de alfabeto ou o que mais sua imaginação mandar! 

Espero que tenham gostado desse DIY e que inspire vocês para fazer todo tipo de caderninhos! Depois contem aqui o que conseguiram fazer!






7 de novembro de 2015

De um dia chuvoso

Feriados são períodos engraçados, ainda mais os chuvosos. Eles podem tanto render em dias totalmente produtivos quanto dias totalmente relaxantes e nada produtivos. O último feriado foi uma mistura dos dois. Mas o mais legal dele foi poder cozinhar com minha mãe e criar biscoitos cheio de amor e canela.

Registrei cada momento para vocês saberem do que estou falando:




Usei pela primeira vez esses cortadores de coração que comprei na Daiso. Jamais cortarei biscoitos de outra forma, beijos.





Os biscoitos eram amanteigados, mas eu fiz questão de adicionar canela, coisa que eu coloco em tudo que dá, sou apaixonada por canela!


Ficou fofo, gostoso, cheiroso e totalmente fotogênico <3