20 de setembro de 2013

Capturando detalhes

Fazia tempo que eu não tirava fotos, muito tempo mesmo, e isso estava fazendo falta. Achei que estava na hora de voltar a fotografar. Coisas simples, coisas minhas, qualquer coisa que me faça feliz e que me faça sorrir. E uma forma de manter o blog sempre movimentado, é postá-las aqui. 

Essas fotos são de algumas coisas novas que comprei, espero que gostem (:


caneta tinteiro que comprei na Daiso, por 6 reais ♥



grampinhos lindos da C&A (10 reais o par)

Colar de coelho apaixonante, também da C&A, e também por 10 reais

Pulseira de porco espinho (sim, é um porco espinho MUITO fofo) que foi presente da mamãe. É da Riachuelo


Tiara de galhos e pérolas da Morana, presente de aniversário dado por minha sogra e meu namorado, e tiara de pérolas da 25 de março ( que foi R$1,50)


Colar de camafeu da 25 de março também, e que foi menos de sete reais


14 de setembro de 2013

Um sábado de compras

Sábado. Dia 14 de Setembro. Um programa de índio mas que me rendeu boas compras e um dia feliz ao lado das pessoas que mais amo. 

Fui para a 25 de março, num calor infernal e trombando em muita gente. Mas como não é sempre que dá pra ir pra lá, tratei logo de me conformar com a lotação e aproveitar o dia. Afinal, eu estava ali para comprar coisas para mim, e não ia embora sem pelo menos metade da minha lista cumprida. Pff, quem dera. Descobri que fazer lista pra ir num lugar desses é impossível. Primeiro porque você mal tira da bolsa, de preguiça e medo de ser roubada. Segundo que não é tão fácil achar tudo aquilo que você quer. Tem muita coisa, muita loja, e chegou uma hora que desisti de seguir a lista e fui só comprando o que achava. Sei que muita coisa posso comprar na minha cidade, e isso me tranquilizou. Minha meta maior era uma bolsa nova. Marrom. E muito minha cara. E o resto... bom, o resto vocês conferem nas próximas fotos:



  1. A bolsa ♥ demorei, mas encontrei. Paguei míseros 40 reais e fui embora feliz da vida. Ela combina MUITO comigo, e a cor e o modelo eram tudo que eu queria.
  2. Tiara de pérola super fofa. Eu tinha planos, há alguns meses, de fazer uma pra mim, mas acabei ficando com bastante preguiça, e como essa só custava R$1,50, decidi comprar que sairia bem mais barato do que fazer. 
  3. Maçã porta treco que encontrei por R$2,50. Achei uma fofura. Não sei onde a colocarei, mas a gente sempre dá um jeito de encontrar lugar pras coisas novas.
  4. Colares de âncora e camafeu em formato de coração. Saíram R$6,30 cada um, mas uma pena não ter encontrado modelos mais fofos que me agradassem.
  5. Tesoura de picotar para fazer parte da minha coleção ♥ o corte dela é de chevron, e custou apenas R$3,50.
  6. Rolo de 10 metros de uma fita muito gracinha, rosa, que vai ter muito uso nas minhas páginas do journal. Foi R$3,35.
  7. Esse item foi amor à primeira vista. É um carretel, acho que isso dá pra ver. Um carretel lindo. Mas o mais fofo dele, é que ele é um saleiro ♥ não sei ao certo quanto paguei porque não veio notinha, mas creio que saiu por uns 6 reais.
  8. Torrei Eiffel que eu também não sei onde colocarei, mas que foi tão barata e tão linda, que não tinha como eu não levar. É de ferro, e saiu por R$6,92
  9. Duas coisas que amo: caderninhos e coisas vintage. Esse caderno tem os dois. É lindo, tem as páginas pautadas e é perfeito para eu carregar na bolsa para escrever poesias a hora que der na telha. Apenas R$5,19.
  10. Outro caderninho, esse mais no estilo moleskine, com elástico e tudo. A capa dele também é muito linda e do jeito que amo, e as páginas pautadas. Foi R$4,84
  11. Eu precisava de um rímel transparente para usar nos cílios de baixo e não borrar tudo (porque sou um desastre com eles), e não queria pagar muito também. Encontrei esse numa lojinha de bijuterias, da marca Macrilan. Não conheço, mas achei a embalagem fofa e o preço atraente: R$3,95.
  12. Ta, agora algo que eu não precisava mesmo, mas que há anos sou apaixonada. É a imitação de um relógio de marca, mas eu não ligo pra isso. O que me encantou foram as cores, uma combinação que acho divina. Paguei 10 reais. Talvez dure, talvez não, mas usarei enquanto der.
Depois da 25 de Março (eu AINDA não estava muito cansada), decidimos ir na Loja Daiso, que fica na Rua Direita, na Sé. Desde que abriu eu era doida para ir lá, e achei que não conseguiria dessa vez. Mas consegui, e me apaixonei! A loja só tem coisa fofa E útil (ta, algumas coisas são úteis, mas muitas não valem o preço único de R$5,99 que cobram), e é difícil sair de lá sem nada. Eu voltei com isso aqui:



  1. Lixeira de plástico para deixar debaixo da escrivaninha e, assim, poder jogar as coisas com mais facilidade na hora que fico recortando lá. 
  2. Esteira para auxiliar no corte, e não marcar mesa nem nada, porque ela não risca.É perfeita para tudo que faço, e eu amei a cor dela! Também tinha rosa, e acho que verde escuro...
  3. Kit de desenho básico, com lápis 4B, esfuminho, borracha e carvão. Perfeito para o estilo de desenho que estou querendo me aperfeiçoar. Achei que valeu muito os 6 reais que paguei.
  4. Caneta tinteiro digna e linda,que eu pretendo usar no meu journal se eu não tiver muita dó de gastar.
  5. Estojo marrom que achei que combinaria muito com minha bolsa e com meu estilo. É perfeito para guardar as coisas de desenho/scrap, e o material dele é super macio.
E foi isso, gente. Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida, é só deixar um comentário aqui embaixo! :D



5 de setembro de 2013

Técnicas/Dicas/Ideias para Colagens


Procurando ideias para criar minhas páginas no meu journal, acabei me deparando com técnicas/dicas/ideias incríveis para incrementá-las. E o melhor: super fáceis (ta, algumas são, outras são mais complicadinhas, mas nada impossíveis). Decidi separar as que mais gostei e fazer um post especial aqui no blog. Espero que gostem e que sejam tão inspiradoras para vocês quanto foram pra mim. 

Uma técnica não muito fácil (chamada de Book Poetry), mas que dá um resultado incrível! É "simples": use a página de um livro, um trecho de uma matéria de revista, e tente criar uma nova frase/texto/poema usando as palavras do texto. As que não for usar, é só riscar com uma caneta, passar tinta, colar tiras de papel, usar corretivo de fita por cima, enfim! O que der pra cobrir!


Eu ainda estou tentando descobrir que ferramente é essa. Parece muito com aquelas de fechar pastel, sabe? Bom, provavelmente é, Uma amiga me falou que é usado em modelagem de costura. E olha que legal a forma que ela foi utilizada! Sem perder mais tempo fazendo tracinho por tracinho e não conseguindo deixá-los alinhados do jeito que quer! 



Stencil, gente! Descobri o bom uso deles há pouco tempo, e já vi vários que quero comprar. Mas o melhor é saber que dá pra fazer, e é super fácil! Por exemplo, essas duas formas que separei foram feitas com formas de pessoas. Você pode recortar uma imagem e depois usá-la de molde para criar a mesma em outro fundo; pode usar o recorte que sobrar (se conseguir deixá-lo inteiro) para escrever e, assim, seu texto fica com o formato! Dá para usar de MUUUITAS formas.



 
Uma das técnicas mais fáceis que encontrei! Usando tinta, ou até mesmo esmalte, dá pra criar esse efeito que deixa as páginas dos journals ainda mais bonitas. Testarei em breve. É só dar leves batidinhas no pincel em cima da folha, e se quiser que pareca que esta escorrendo, deixe a folha de pé pelo tempo que achar necessário.


Essa técnica eu achei DEMAIS! não e muito fácil de fazer, por mais que pareça. Pelo menos pra mim não foi tão fácil assim no começo. É preciso saber onde riscar e a forma certa (principalmente pra fazer a sombra) pra ficar parecido com desenho. Mas o resultado e perfeito!



Essa técnica do café eu conheço faz tempo, mas nunca fiz. E olha que e super fácil, não tem desculpa! Pegue uma xícara ou um pote de vidro, e encoste o topo no café velho/gelado. Depois e só "carimbar" no papel. Precisa só tomar cuidado para não pegar muito café e passar pro outro lado da pagina, e manchar tudo.


Acho que não tem muito o que dizer disso. Com alguns furinhos e linhas coloridas, você escreve/desenha o que quer e depois "borda" no papel!


Tem dificuldade em escrever com letras certinhas? Olha só essa ideia então! Com o papelão que sobrar daquelas cartelas de letras que você destaca, da pra usar de molde e escrever o que quiser!


Fita crepe e algo bem útil! E pra scrap ela pode quebrar um galho enorme! Pode servir de decotape, dá pra desenhar/escrever em cima dela, e até usar como mostra na imagem, como divisão para pintar por cima. Depois que você tirar, ficar lindo e cria ótimos fundos de journals.

Comecei a ficar viciada em fazer meus próprios carimbos em borracha, e quando vi que dava pra fazer coisas fofas (e fáceis) em borrachas de lápis, já transformei todas que tinha. Você nem precisa esculpir nada. É só usar a borracha para fazer polka dots fofos. Fácil de fazer são triângulos, seta (que da pra transformar em uma estampa chevron) e tracinhos. Sério, é super legal!



Todas essas técnicas foram encontradas no Pinterest e nos seguintes sites: http://blog.crescendoh.com / http://awkwardnbeautiful.blogspot.com.br

4 de setembro de 2013

Repostagem - Resenha de Labirinto de Kate Mosse



Não sei se vocês sabem, mas antes do Telling Tales eu era a dona do Pensando & Lendo. Lá postei muitas resenhas, algumas das quais me orgulho até hoje. Então decidi que repostarei algumas delas aqui no Telling Tales :D E a primeira será... Labirinto de Kate Mosse:


A descoberta de dois esqueletos, um anel antigo, uma caverna sombria, o desenho de um labirinto e uma fivela velha nunca resultou em algo tão misterioso. O que antes parecia uma simples escavação de arqueólogos vira uma corrida contra o tempo, a descoberta de segredos muito antigos e a criação de muitos outros.

Quando Alice Tanner decidiu ajudar como voluntária na escavação de sua amiga Shelagh, ela só queria ocupar seu tempo na bela cidade de Carcassone, e quem sabe encontrar algo valioso sem a ajuda de ninguém. Mas após um deslize ela vê tudo indo por água abaixo. Ou melhor, por montanha abaixo.

O livro todo reveza entre períodos de 2005 com Alice e períodos de 1209 com Alaïs, uma mulher misteriosa que sempre apareceu nos sonhos de Alice, como se seu espírito a visitasse para querer dizer alguma coisa. E isso só se torna mais forte após a descoberta do desenho do labirinto, e então uma história muito antiga começa a ser revelada sobre a trilogia do Labirinto e os mistérios que a envolvem. E que envolvem também Alaïs e Alice de uma forma que chega a ser mágica. 

As histórias parecem se interligar. Passado e futuro juntos num único livro, misturando-se tanto que é impossível distinguir um do outro. É como se acontecessem no mesmo período. Uma história, uma lenda e um mistério que perduram por anos a fio, sendo revelados muito tempo depois de seu inicio, e causando uma reviravolta inacreditável.

Devo dizer que após terminar o livro minha vontade foi começar tudo de novo, mas infelizmente o livro não é meu e precisou ser devolvido. Fiquei na vontade. 

O livro tem um pouco do estilo do Dan Brown, então pra quem gosta muito mesmo dos livros dele, como eu, vai adorar Labirinto. Toda a busca pelo Graal no livro vai te deixar com olheiras por muitos dias, acredite em mim. 

O livro é enorme, mas são 555 páginas de pura aventura, acontecimentos... Em nenhum momento eu fiquei cansada de ler ou de saco cheio da história. Não tem um capitulo chato no livro, e eu falo totalmente sério. Estava com saudades de livros assim, com muita aventuras e mistérios. Só gostaria que tivesse alguma continuação. Comecei a ler Sepulcro se Kate Mosse esse ano, mas empaquei antes da metade do livro. Esperava mais dele, e fiquei cansada porque pareceu muito enrolado. Talvez eu não estivesse animada para ler algo daquele estilo no momento, e pode ser que eu goste se começar a lê-lo de novo, mas ainda assim creio que sempre vou preferir Labirinto