26 de julho de 2013

Semana do Livro Nacional - Lançamento das novas edições de Lázarus e Panaceia



Quinta feira aconteceu -dentro da Semana do Livro Nacional- o lançamento da nova versão de Lázarus e Panaceia, livros sobre vampiros da querida Georgette Silen (que eu tanto tietei por lá).

Primeiro aconteceu um bate papo super legal sobre vampiros, no qual ela nos mostrou uma pesquisa super detalhada que tinha feito, contando sobre os mitos e como o vampiro tornou-se algo tão desejado e de tanto sucesso. Foi bem interessante. Até eu que, de uns tempos pra cá tinha deixado um pouco de lado novas histórias desse gênero, voltei a ficar animada para lê-los, tanto que assim que cheguei em casa com meu Panaceia, já comecei a lê-lo.





Tenho muita teimosia quanto a usar flash, portanto todas as fotos ficaram com qualidade E cores ruins. Acho que é pra eu aprender a não ter medo de usá-lo.

Livros maravilhosos da Georgette que eu tenho o maior orgulho de ter!
 E é claro que não poderiam faltar fotos com as autoras maravilhosas que tive a oportunidade de conhecer (e tietar) no decorrer da preparação e do início do evento. Faltou a Stefânia Andrade, uma pena. 
Juliana Velonessi e Georgette Silen
Duas maravilhosas que me receberam super bem e se mostraram muito mais queridas do que eu poderia imaginar. Foi a maior felicidade poder ir pra casa com os livros de vocês, muito obrigada!

23 de julho de 2013

Semana do Livro Nacional - 1º Dia


Então sábado aconteceu um evento INCRÍVEL aqui na minha cidade, e eu tive a honra de poder ajudar a organização. Foi o início na Semana do Livro Nacional, um evento que veio com o intuito de divulgar a literatura nacional/regional, e que reuniu muita gente! Eu só estive presente no primeiro dia, mas do que pude acompanhar pelas fotos que os organizadores postaram, foi um evento que bombou a Livraria Maxsigma do Vale Sul Shopping. O Brasil precisa mais de eventos assim, viu!? Pelas fotos acho que da pra ter uma ideia de como foi a abertura.

A felicidade da pessoa foi tanta que a foto saiu totalmente mal focada, oi
Juliana Velonessi (autora da série Filha de Dois Mundos ) e Stefânia Andrade (autora da série Melissa)

Vocês não sabem como foi muito bom poder conhecer essas duas e descobrir que a Juliana é a escritora de uma série que eu estava LOUCA pra ler faz quase um ano !!

Eu acariciando meus futuros filhos que, se tudo correr bem e eu não ficar pobre, irão comigo pra casa na quinta feira.
Leandro Reis, mediador do Encontro de Blogs da região
Georgette Silen (autora da série Lázarus)
GEEENTE, É A GEORGETTE! Vocês não têm ideia de como foi maravilhoso poder finalmente conhecê-la!!! Depois de tê-la visto diversas vezes e não ter coragem de ir falar com ela, é, poisé.

Thiago do Livro Aberto, Juliana do Dear Book e Georgette
E esse foi a primeira parte do primeiro dia do evento. Infelizmente tive que ir embora logo depois, e perdi minha amiga Fran do Meu Palanque falando em público.
Pra quem foi, conte aqui o que achou do evento. Pra quem não foi, um aviso: VOCÊS NÃO SABEM O QUE PERDERAM! Mas, calma. Ainda tem mais! A semana toda tem programação, dá só uma olhada:

17 de julho de 2013

Para recomeçar bem, conto um conto

Tira a poeira daqui, da uma sopradinha ali... e é assim que eu volto pro Telling Tales, sentindo saudade e tirando a poeira que ficou acumulada. Apareci poucas vezes, quase pensei em desistir dele... Mas eu voltei. E para dar uma animada nesse recomeço, voltei com layout novo, proposta nova, e muita, mas muita alegria em mostrar à vocês, querido leitor, tudo aquilo que me faz feliz, que faz parte da minha vida. Colagens, desenhos, textos, fotos, livros... 

Hoje trago uma crônica (ta, não é um conto, desculpe se enganei você no título, mas você vai gostar, sei disso). Uma crônica difícil de escrever, mas que me deu orgulho depois de ouvir minha professora dizer que ela estava muito boa. Então pensei: ok, acho que vale a pena divulgá-la. E aqui está:


A NÃO ACEITAÇÃO DOS FINAIS


Fecho o livro com uma sensação de vazio e perda. Ao mesmo tempo fecho os olhos e o abraço junto ao peito, sentindo seu cheiro. Mais um livro finalizado. Mais uma vez aquela torrente de sentimento: saudade, ausência e felicidade, tudo misturado. Tudo louco, tudo bagunçado. Mas finais fazem isso comigo, com a gente. Eles chegam de repente, mesmo que você o esteja esperando faz tempo. Eles te arrastam para um mundo de tristeza e felicidade aparentes. Eles te mostram algo bom ou algo ruim, algo que te agrada ou algo que te derruba. Eles não se importam em como ficamos após isso. Nós sabemos que vai acabar, mas é como uma onda enorme nos levando para o fundo do mar.

Finais estão presentes em todas as histórias. Minha, sua, nossa. Estão presentes em novelas, livros, músicas e poesias. Estão lá para nos fazerem refletir, chorar ou sorrir. Estão lá para nos mostrarem que devemos seguir em frente, pegar outro livro, ouvir outra música, ler ou escrever outro poema, mesmo quando não queremos, mesmo quando não estamos prontos. A vontade é de colocar tudo pra ser repetido, revivido, relido. Às vezes é possível.

Uma relação de amor e ódio que me arrebata a cada vez. Que me faz pensar: por quê?